sexta-feira, 17 de junho de 2011

Degusta-me

Por: Rosamaria Roma

Me vejo tocada com a doçura
Do sabor da seiva da tua boca

Ouço o arrepiar dos pelos
Ao sentir seu cheiro

Rendo-me ao desbravamento
Da tua pele
A qual vou sucumbir
A cada centímetro

Quero ouvir
Quero ver
E depois me perder no seu cheiro
Olhar nos teus olhos
Degustar tua boca

Ouvir o que tem a me dizer
E sentir...
Simplesmente e apenas
Sentir...
  

6 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Bom dia Rosita

Hoje teu post está muito inspirador. Cheio de romance no ar. Lindo demais. Aliás o amor é sempre lindo não é mesmo?
Bom fim de semana.
Bjusss
Sil

Tatiana Kielberman disse...

Rosinha, querida...

Sempre uma explosão de sentimentos que eu adoro!!!

Lindo demais!

Beijo carinhoso!

João Ludugero disse...

Querida Rosita,

Que beleza de texto
De arrepiar todos os pêlos,
pele, cabelo, vasos e capilares...

Tem gente que nasce com essa coisa de dizer as coisas direto na veia, causando um rebuliço danado na alma da gente, dentro e alto, e sem bula: aí é correr pro abraço e se doar, escorrer, se esvair de amores até se perder na veia.
Quem manda ter nascido poeta, dá nisso!

Mas é justo aí que mora o segredo: Amar, se amar, desbradagadamente, sem neuras, sem aneurismas. Mas se o coração não aguentar, terá valido a pena... Só parar pra viver, só se for, pra morrer de amor!

Hiper bom final de semana!
João Ludugero, poeta.

Cláudia Costa disse...

Ai, ai...

Depois de ler isso...viajar...Falar o que né?

Deixa sentir...

Tudooooo. Simples assim.

That´s Perfect, Rosa!

RosaMaria disse...

Obrigada amigos!

João, fiquei sem palavras com o seu comentário. Obrigada!

Beijão
Ótimo fds!

Paulo disse...

Como não gostar de um poema escrito com tanta alma? Sentimentos em palavras que nos tocam, a todos.

Gostei, muito, Rosa