quarta-feira, 13 de julho de 2011

TÊM DIAS

Por: Cláudia Costa


Têm dias que acordo FLOR
E antes de levantar já atraio beija-flores,
Bons olhares, admiradores, e toda sorte de amores

Têm dias que acordo DOR
Dou de não querer nada, não olhar pro lado,
Nem perceber ninguém. Sinto dores, temores
E mal de amores dentro de mim

Têm dias...
Bem...têm dias...que acordam sóis
Me chegam de leve como girassóis,
Devagar me arrancam dos lençóis
Me trazem sons de teclados ou violinos...
Têm sabor beijos e de vinhos
São dias suaves esses...

Têm dias que acordo AMOR
Nesses dias posso tudo!
Posso ser Gigante e ganhar o mundo
Sussurrar baixinho perto do ouvido
Posso ser bem menina e precisar profundo
Acalentar num abraço inteiro,forte e mudo

Têm uns dias que acordo NULO
Sou incógnita e de tudo desconfio
Também tudo topo, se me parecer instigante
Sou isca fácil pro mistério, do qual logo me canso
E eu canso!

Têm dias...esses são muitos...que acordo...MULHER
Me olho no espelho, me beijo na alma
Respiro bem fundo, penso no mundo
Lembro dos dias de FLOR, da DOR, do AMOR,
Que rapidinho me cansei do misterioso entediante no dia NULO
E como recomecei...

Tantos dias, tantos jeitos...
E eu aqui... apenas mulher!
Simples menina sem juízo
Presa no sonho construído
De poder ser soberana
Em meu próprio reinado.

É...têm dias...que tudo que quero, é ser poesia de Rainha.

8 comentários:

Fernanda disse...

Também tenho desses dias (assunto para páginas sem fim, rs), e ver essa mistura de sentimentos em forma de poema é sempre lindo...

Fernanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sil Villas-Boas disse...

Cláudia
Também me vejo nestes dias assim. De cansaço, rotina, marasmo, letargia. Mas aos poucos eles vão se diluindo, até que passarem. Transmitisse muito bem esta variedade de dias nesta poesia. Parabéns.
Bjusss,
Sil

Guará Matos disse...

Um forte abraço em você. Estou excluindo hoje e já esse blog. Conto contigo nos seguintes endereços: www.abordagenseimpressões.com (Site) e no http://abordagenseimpressoes.com/press (Blog Wordpress).
Gostaria de lembrar que para eu comentar é preciso que espaço para comentário tenha a opção “nome e url”.
Valeu mesmo e vamos recomeçar.

Tatiana Kielberman disse...

Claudinha, querida...

Há dias assim, em que ficamos "ensimesmados" em nossas próprias confusões, ansiedades e ofuscados pelos dilemas da vida.

Porém, os dias que te desejo, do fundo do coração, são apenas estes:

http://www.youtube.com/watch?v=gbobwqmeFA8

Te adoro!!!

Amei o texto e me identifiquei muito!

Um beijo grande...

ROSANA VENTURA disse...

Ai amiga, hoje acordei toda FLOR!!!!
bjossssssssss

RosaMaria disse...

Tem dias que sou flor, mas ultimamente ando mais pra espinho...

O amadurecimento nem sempre é doce.

E outra, como diria o poeta feio Carpinejar, Fruta doce demais enjoa rsrs

Beijão pra ti Clau!

Cristian disse...

Oi Claudinha! =D
Lembrei logo de Chico e Raul:

"Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu [...]"

"Tem dias que a gente se sente
Um pouco, talvez, menos gente
Um dia daqueles sem graça
De chuva cair na vidraça
Um dia qualquer sem pensar
Sentindo o futuro no ar
O ar, carregado sutil
Um dia de maio ou abril [...]"

Toquinho e Vinícius...

"Tem dias que eu fico pensando na vida
E sinceramente não vejo saída.
Como é, por exemplo, que dá pra entender:
A gente mal nasce, começa a morrer.

[...]

Sei lá, sei lá, SÓ SEI QUE É PRECISO PAIXÃO.

Sei lá, sei lá, A VIDA TEM SEMPRE RAZÃO."


Poema lindo!
Muitos beijos pra você!

Até mais!