quinta-feira, 18 de julho de 2013

CORAÇÃO VERTENTE, por João Maria Ludugero.

Onde estiver o teu coração, 
Lá estará a tua verdade 
A correr dentro, acesa.

A tua cabeça fará 
Teu ser vibrar, acordado,
Desaguando 
Os infortúnios ao longe...
E, onde tudo vibra, 
Verte nesse potável rio 
Onde todos os sonhos 
Acontecem de vez.

Nenhum comentário: