segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

BELOS E FORTES GALHOS, por João Maria Ludugero


BELOS E FORTES GALHOS,
por João Maria Ludugero.

Não podemos ser galhos fracos e podres;
não devemos ser inúteis na obra-prima da vida;
não desejamos estar caídos no chão
como um galho que para nada serve.
Queremos ser fortes e floridos;
queremos que haja muitos frutos em nós -
bonitos, suculentos,
que a muitos alimentem e encham
de alegria os corações atentos;
No pomar da lida,
Que sejamos um galho forte
e cheio de frutos e de sementes de vida!

Nenhum comentário: