sábado, 7 de dezembro de 2013

VERSOS DO EU-BEIJA-FLOR, por João Maria Ludugero

João quebra cabeça em flor
VERSOS DO EU-BEIJA-FLOR,
por João Maria Ludugero.

Os versos que ainda não teci, 
Alcancei-os, beijando a flor,
Pétala por néctar com afinco
Nos canteiros róseos da lida,
Antes de adejar o céu da tua boca.
Quem os abrirá, em flor, 
Quando vier a Primavera?
Quando eu for apenas saudade despetalada? 
Espectro de brisa morna a serenar o porvir?
Aguaceiro de aromas disperso 
Em quintal ermo e longínquo?

Nenhum comentário: