quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

POESIA DA MASSA, por João Maria Ludugero

 
POESIA DA MASSA,
por João Maria Ludugero.

Ainda ontem reencontrei 
Terezinha Tomaz de Lima
Entretida no hall de entrada
Da padaria São Pedro

De mão em bolachão
De olho em regalia
Em balaio de brotes e sequilhos.
Resgatei o passado em tal massa:
Recordei o ilustre Plácido Nenê Tomaz
Ao aquecer e dourar um pitéu de poesia!

Mas agora, dentro e alto na tarde amena,
Aquela menina sapeca levada da breca,
Se transformou numa bem sucedida parlamentar varzeana!

Nenhum comentário: