domingo, 15 de dezembro de 2013

INTEIRO, por João Maria Ludugero


INTEIRO,
por João Maria Ludugero.

Que meias vitórias,
Que meias verdades, 
Que meias vontades, 
Que meias saudades, 
Que meias que nada...
Eu sou João Ludugero
Eu curto ser inteiro,
Metade eu estico e esculacho.
Acerto o compasso, amiúde,
Tomo cuidado com o meio-fio,
Viver pela metade é ilusão. 
Tire suas meias,
Acerte o fio da meada,
Ponha o pé no chão

Ou inteire-se no voo!

Nenhum comentário: