sábado, 4 de janeiro de 2014

APRENDENDO A GOZAR A VIDA, ANTES QUE A TERRA NUA VENHA NOS COMER A CARNE, por João Maria Ludugero

APRENDENDO A GOZAR A VIDA, ANTES QUE A TERRA NUA 
VENHA NOS COMER A CARNE, por João Maria Ludugero


Somos feitos de carne e osso
Com a alma à flor da pele
sendo que todo homem, 
toda mulher não são tão sãos 
nem assim tão santos, 
mas sob hipocrisias convencionais 
se culpam pela esbórnia matinal da vida, 
após a precoce ejaculação consentida 
todos são do mundo a ponto do clímax... 
imundo é não gostar do que cintila 
o gozo da palavra ereta 
que eclode na língua inquieta, afoita, 
sob o tesão do que falo a dentro 
sem ficar à margem da vontade 
de ser estar nus e felizes, a tempo 
de andar desnudos, narizes em riste, 
por dentro e por fora, ousando ir além, 
sem vergonha de quebrar cerimônias, 
carecendo deseducar(se) às vezes, 
senão as coisas se perdem dentro da gente, 
ficam sepultadas no cofre da compostura 
e acabam por se perder, caem em desuso, 
ou saem na excreção em suor, urina e fezes.

Nenhum comentário: