sábado, 4 de janeiro de 2014

ESSÊNCIA DE MANJAR, por João Maria Ludugero


ESSÊNCIA DE MANJAR,
por João Maria Ludugero

E de cubar a lida, 
De repente, um dia a gente aprende 
Que alma não é algo que se adquire. 
E que a essência não é por manjar 
Assim amortecida, 
Pois não tem nada a ver de vez

Com o perfume que a gente usa...

Nenhum comentário: