sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

ORQUÍDEA: DEUSA EM FLOR, por João Maria Ludugero

 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ORQUÍDEA: DEUSA EM FLOR,
por João Maria Ludugero.

Não só de manjar ou cubar a lida,
Mas tua beleza me encanta,
Teu jeito me nina a contento…
As formas me deixam louco,
A vida não mente, fascina,
Ávida e inteira só me alucina.
Seu perfume essencializa a rima.
És meiga e doce, além de bela,
És graciosa de irresistível quimera
E ao mesmo tempo tão singela.
Existe mesmo tal realeza em obra!
Só que não nasce da mera teia das ideias.
Ela medra na natureza em primeira linha...
A musa por quem suspiro
É a deslumbrante orquídea.

Nenhum comentário: