sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

SOBREVIVENTE, por João Maria Ludugero



SOBREVIVENTE, por João Maria Ludugero.


E de repente, junto de mim apareceu 
Um anjo na forma humana,
Em suas mãos eu vi 
Uma enorme lança iluminada.
E na sua ponta de prata, 
Vislumbrava-se um fogo divino. 
Eu senti várias vezes como se o anjo 
A embutisse várias vezes no meu peito, 
De forma que acertou um aneurisma aórtico, 
Devolvendo-me todas as minhas vidas...
E me deixou animado totalmente costurado 
Com o grande amor de Deus.
A dor imensa me fez gritar ao silêncio 
E reviver várias vezes, resignado.
Estou vivo, a comemorar tamanho desfecho, 
Sob as graças do Supremo Arquiteto da Vida!

Nenhum comentário: